Com a concorrência tão acirrada no setor de varejo, o empreendedor precisa ter em mente qual é a maior força de uma empresa: os recursos humanos. Trabalhar a retenção de talentos em sua equipe é fundamental para a sobrevivência no mercado.

Não acredita nisso? Pois saiba que a rotatividade no varejo é muito alta. Em 2018, a média nacional era de 3,79 enquanto no setor chegou a 6,17. Essa escala feita pelo Ministério do Trabalho varia de 0 a 10, de modo que quanto maior o valor, pior o resultado. Com números tão destoantes, é fácil perceber que existe um gap que precisa ser trabalhado, sendo uma questão de vantagem competitiva.

O que acha de aprendermos melhor o que é turnover e quais ações ajudam a reduzir esse índice, aumentando a retenção de talentos? É só continuar a leitura!

O que é o turnover?

Também conhecido por rotatividade, o turnover é um indicador que mede o movimento de entrada e saída de força de trabalho das empresas. Os desligamentos, demissões, aposentadorias e fim de contratos entram nesse último caso.

É considerado um fator crítico nas organizações. Isso porque o dinheiro que poderia ser investido em novas tecnologias, melhoria nos procedimentos e capacitação dos colaboradores é usado para arcar com os gastos de processos de recrutamento, admissões, demissões, multas e outros.

Deve ser considerado ainda que, quando um talento deixa a empresa, ele leva consigo todo o seu know-how para a concorrência. Além disso, conseguir integrar um novo funcionário e treiná-lo para a função requer tempo e, é claro, dinheiro.

A baixa remuneração, a desmotivação e a falta de equilíbrio entre vida pessoal e profissional estão entre os fatores que elevam esses números. E tudo isso interfere no clima organizacional, na produtividade, na integração com outros setores, no impacto no relacionamento com o cliente e muito mais.

Como fazer a retenção de talentos?

Separamos algumas dicas importantes para aplicar no setor de varejo. Veja abaixo qual se aplica melhor à realidade do seu negócio atualmente e coloque em prática essas melhorias conforme o grau de urgência. Priorize fazer com qualidade do que em quantidade, pois o retorno é o mais importante nesse momento.

Ofereça feedback e feedforward

Esses dois termos em inglês são muito conhecidos em empresas que fazem uma boa gestão de pessoas. Enquanto o feedback é um retorno sobre algo já realizado, o feedforward busca otimizar os potenciais de cada um. Quando essas duas técnicas são aplicadas, o gestor consegue conduzir sua equipe rumo aos resultados necessários.

Imagine que o vendedor não atendeu bem o cliente. Você o chamou e explicou o porquê do comportamento não ter sido adequado e deixou claro o que é esperado dele. Dessa forma, o colaborador atuará com maior direcionamento e os erros diminuirão consideravelmente.

Muitos empreendedores evitam aplicar essas técnicas com o receio de causar um mal-estar com a equipe. Contudo, é preciso quebrar a barreira e estabelecer uma cultura de melhorias. Lembre-se que a forma como você se comunica é determinante para que a mensagem seja bem recebida.

Programe treinamentos periodicamente

Isso não deveria faltar em nenhuma empresa, independentemente do setor de atuação. Os treinamentos são sempre ótimas alternativas para manter a equipe mais motivada e alinhada com a missão, visão e valores do negócio. Quando o conteúdo está alinhado com o que foi percebido no feedback e feedforward, os resultados são ainda melhores.

Sabe por que estamos falando sobre essas duas técnicas mais uma vez? O motivo é simples: o conteúdo dos treinamentos não pode ser escolhido sem propósito. A chave do sucesso é identificar quais são as dificuldades e principais falhas da equipe e, dessa forma, buscar a melhoria.

Na visão dos colaboradores, essa é uma maneira de se manter atualizado em relação ao que o mercado exige deles. Tenha em mente que os talentos estão sempre em busca de novos conhecimentos. Se você proporcionar isso, o turnover pode ser consideravelmente menor.

Desafie constantemente seus talentos

Para que a retenção de talentos seja bem-sucedida, eles precisam de oportunidades para mostrar o seu potencial e até mesmo para acreditar que são capazes de fazer a diferença. E a melhor maneira de fazer isso é estabelecendo metas possíveis de serem alcançadas, mas com um certo grau de dificuldade. Afinal, estamos falando aqui de desafios.

Não se esqueça também de definir um limite temporal e de acompanhar o desenvolvimento. Foque em algum indicador fundamental para o negócio, como, por exemplo, o ticket médio. Isso vai aumentar a lucratividade e, ao mesmo tempo, a motivação da equipe e a satisfação dos consumidores.

Para ir ainda mais além, você pode premiar aquele que alcançar os melhores resultados. O reconhecimento pelo bom desempenho é uma ótima maneira de criar uma competição saudável na empresa e de observar determinadas competências e valores.

Reveja o processo de seleção e recrutamento

Quando o turnover de uma empresa é muito grande, certamente o processo de recrutamento e seleção é deficiente. No setor de varejo isso é de extrema importância, pois é necessário que o profissional tenha um conjunto de competências e habilidades específicas para conseguir realizar uma boa venda.

O primeiro passo é definir o que se espera de um candidato. Feito isso, a etapa seguinte é divulgar a vaga no canal em que seu público-alvo está (classificados, Sine, internet). Não se esqueça ainda de pedir referências anteriores, oferecer um salário compatível com o do mercado e fazer uma entrevista bem específica.

Uma dica importante é não selecionar apenas pessoas com características semelhantes. A variedade é que vai trazer criatividade para sua equipe. A única coisa que não pode ser negociada são os valores e a compatibilidade com a cultura do seu negócio.

Por mais que o turnover seja algo que assuste muitos empresários, ele não deve ser tratado apenas negativamente. Quando esse indicador é bem controlado, a entrada de novos colaboradores pode trazer um novo gás para a equipe. Com as dicas dadas aqui, certamente você será capaz de aproveitar esse lado positivo.

Lembre-se que a retenção de talentos requer uma atenção contínua por parte do empregador. Não deixe de usar as ferramentas de gestão de mais sucesso no mercado, como é o caso da avaliação de funcionários.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *